Triunvirato: sexo, poder e dinheiro

Em, 2.1.2011
Por  Pietra Luña


Nas ruas de Brasília, ontem (1/12), só havia espaço para ressaca, chuva e a posse da nova presidenta Dilma Vana Rousseff. Os  flashes das milhares de máquinas fotográficas e as lentes das câmeras de TV, de todo o mundo, saíram dos céus cobertos de fogos da virada de ano para registrarem o ritual da passagem da faixa presidencial. Saiu 2010, entrou 2011. Saiu Lula, entrou Dilma

No alto do parlatório, durante o discurso, estava o "triunvirato" do novo governo brasileiro: Dilma, Michel e Marcela Temer. Ao vivo, no primeiro dia do ano, ouvíamos/assistíamos - por quase 13 minutos - aos agradecimentos,  emoções e à narrativa do país que está por vir. Não. Nada disso! Os olhos miravam mais do que os ouvidos atentavam.

O grande bochicho da posse já podia se notar nos trending topics do twitter: o triunvirato sexo, dinheiro e poder. Ah, e fofoca de moda, é claro, lembrando escrotizando as roupitchas de primeiras damas e das damas de ferro! O que percebi, até agora, é que muito se comentou sobre a diferença de idade do casal Temer e do modelito da exma. Rousselff. Foi um furor não uterino, mas internacional.

Porém, das entrelinhas das notícias, escapava mesmo o que toda "humanidade" mídia de consumo busca: a beleza magreza para as mulheres, o dinheiro para os homens, resultando em um grande poder de troca para, no final de tudo, transar e gozar! (É, porque Freud já dizia, na minha tradução simplória, que no fim das contas tudo que se busca é sexo!).

No saldo da posse estampada em muitos blogs de terceira, jornalecos e tuiteiros de quinta, pelo que entendi de preconceituosas publicações que li, mulheres (???) gozam em lojas de compras, carregado sacolas e gastando os cartões de crédito dos maridos amados ricos.

E, por sua vez, os homens gozam ao desfilarem (????) com as mulheres bonitas bem jovens, magras e altas (que passam os dias cuidando da beleza juventude) mostrando o quanto as dominam na cama no auge de suas virilidades financeiras, ops penianas.

Ainda bem que para a Dilma ficou mesmo foi a faixa presidencial e tomara que essa derrube outras faixas de mediocridade e intolerância, por que há mais orgasmos por ai. E blogs também! Ufa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares